Segurança energética custa R$ 245 milhões em setembro

Com autorização do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) despachou, durante o mês de setembro, térmicas fora da ordem de mérito. Tal despacho foi classificado como segurança energética e terá um custo, segundo estimativas da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), de cerca de R$ 245 milhões.

O que motivou o ONS a gerar com usinas térmicas mais caras que o Custo Marginal de Operação (CMO) foram os baixos níveis dos reservatórios e a necessidade de preservar seus volumes até o final do período seco.

Com isso, o despacho fora da ordem de mérito deve continuar ocorrendo em outubro e seu custo deverá ser pago pelas unidades consumidoras à título de Encargo de Serviços do Sistema (ESS).

Portanto, para um melhor planejamento financeiro, todos os consumidores devem considerar estimativas destes custos nas projeções financeiras para as liquidações dos próximos meses!

Para compreender melhor a Geração Fora da Ordem de Mérito (GFOM) e seus efeitos para geradores e consumidores, leia nosso artigo “Por que o preço cai, mas o encargo sobe?” no blog da Ecom pelo link:  http://www.ecomenergia.com.br/por-que-o-preco-cai-mas-o-encargo-sobe/.

Qualquer dúvida estou à disposição.