O Polo Industrial de Manaus e o Mercado Livre de Energia

Com a interligação da região isolada do submercado Norte ao SIN – Sistema Interligado Nacional, em Maio/15, os consumidores industriais e comerciais do Estado do Amazonas, mais especificamente da região de Manaus, passaram a ter acesso ao Mercado Livre de Energia.

O momento foi muito propício à migração, pois os preços de energia no ACL – Ambiente de Contratação Livre estavam em baixa e as tarifas da Amazonas Energia (distribuidora local) no ACR – Ambiente de Contratação Regulado sofreram reajustes muito acima da inflação. Houve uma primeira onda de migrações, que trouxe uma redução significativa de custos para esses consumidores, justamente em um momento de retração da economia e, por consequência, na busca por contenção de despesas.

O PIM – Polo Industrial de Manaus é composto, principalmente, por bens de consumo como podemos observar abaixo:

Nos últimos anos esses segmentos vêm sofrendo muito com a crise econômica e isso tem refletido diretamente na redução da produção, da mão-de-obra e no fechamento de empresas:

O Mercado Livre proporciona uma série de benefícios para essas empresas, não só com a redução dos custos com energia, mas principalmente quanto à previsibilidade desses custos no longo prazo e ao gerenciamento direto desse importante insumo produtivo adequado ao seu perfil de consumo.
O suporte de profissionais responsáveis e experientes no processo de migração e na definição da estratégia de compra de energia são fundamentais para o sucesso dessa transição.

Com a retomada da atividade industrial, o consumo de energia deve aumentar e, com isso, os benefícios para os consumidores também aumentam.

O Mercado Livre de Energia pode contribuir, de forma efetiva, para a competitividade das empresas. Fique atento ao cenário favorável e aproveite as oportunidades!