Chuvas vão dar alívio na conta de luz por meses, dizem analistas

Um grande e inesperado volume de chuvas na região das hidrelétricas do Sudeste e Sul do Brasil nas últimas duas semanas mudou drasticamente o cenário de preços da eletricidade, que caíram fortemente e agora sinalizam para bandeira verde ou amarela nas contas de luz nos próximos meses, disseram especialistas à Reuters.

A perspectiva deve representar alívio para consumidores e outros agentes do mercado de energia, uma vez que até o início deste mês havia projeções de que as contas de luz poderiam seguir até novembro em bandeira tarifária vermelha, que eleva os custos da energia para sinalizar uma oferta mais escassa.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) divulgou na sexta-feira que junho terá bandeira tarifária verde nas tarifas de eletricidade, antes bandeira vermelha em maio e abril e amarela em março.

“A bandeira deve ficar entre verde e amarela (até o final do ano)…não acredito que volte a vermelha a não ser que tenhamos estiagem em agosto, o que ainda não vemos”, disse à Reuters o diretor da comercializadora Ecom Energia, Paulo Toledo.

Segundo os operadores de mercado, uma volta da bandeira vermelha só ocorreria se houvesse um período mais prolongado de chuvas fracas, o que ainda não está no radar dos serviços meteorológicos.

As regiões das hidrelétricas deverão atingir cerca 111% da média histórica de junho no Sudeste e 147% no Sul, projetou o NOS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) em relatório semanal na sexta-feira (26).

Fonte: Folha de S.Paulo