CENÁRIOS – Crise política começa a reduzir projeções de consumo de eletricidade em 2017

O consumo de eletricidade no Brasil deve crescer em 2017 após dois anos consecutivos de queda em meio à recessão do país, mas o agravamento de crise política começa a reduzir projeções de especialistas quanto à evolução da demanda, disseram à Reuters comercializadores de energia e consultorias.

A comercializadora Ecom Energia também revisou seus números após as acusações dos donos da empresa de alimentos JBS contra o presidente Michel Temer, que renovaram as preocupações com a cena política desde meados de maio. A empresa espera alta de 1,58 por cento na carga de energia do Brasil em 2017, ante estimativa oficial de 2,7 por cento da EPE.

A carga representa a soma do consumo de eletricidade com as perdas de energia na rede.

“Em nossa visão, os recentes acontecimentos políticos impactarão de maneira negativa a retomada do crescimento econômico prevista para o segundo semestre, e consequentemente resultarão num consumo de energia menor que o esperado”, disse a Ecom em nota.

Fonte: Thomson Reuters