2019: Quando contratar energia?

Em um mercado extremamente dependente da geração de fontes hídricas, a influência da expectativa de chuvas tem gerado um impacto significativo na precificação do mercado de energia para os anos futuros.

É fato que grande parte dos consumidores tem esperado o “período úmido” para contratação, momento característico de busca por preços onde podem ser encontrados valores mais baixos e oportunos para fechar negócio.

Em 2019, porém, a história pode ser diferente. Com um mercado muito esperançoso com a possível redução de preços, podemos ter uma frustração nos últimos meses de 2018, principalmente quando consideramos incertezas em fenômenos climáticos como o El Ninõ e previsões de entregas de obras estruturais do sistema.

É fato que a formação de preço também está relacionada com a quantidade de energia ofertada pelos geradores e demandada pelos consumidores. Essa ideia dá origem à chamada curva de oferta e demanda apresentada abaixo.

Considerando todos estes itens, é fato que encontrar o ponto de equilíbrio no mercado não tem sido tarefa fácil para os agentes, visto que, qualquer novo fator que influencia diretamente na formação do preço, é rapidamente assimilado pelos mesmos.

Em um ambiente no qual a energia elétrica é um insumo essencial para o processo produtivo, toda economia deve ser buscada utilizando premissas de projeção de preços e riscos associados, avaliando ainda diversos pontos na hora de desenhar a estratégia de contratação.
Para exemplificar dois períodos úmidos com características distintas, separamos um gráfico abaixo que representa o PLD SE/CO ao longo dos anos de 2015-2016 (laranja) e 2017-2018 (azul).


Gráfico 1 – PLD nos anos de 2015-2016 (laranja) e 2017-2018 (azul)

Em laranja, temos representado o período úmido de 2015/2016, que correspondeu às perspectivas de mercado com boas precipitações e carga realizada abaixo da expectativa inicial do mercado. Isso afetou diretamente os preços gerando mais oferta e reduzindo o PLD do primeiro semestre e do ano de 2016.

Já em azul, temos representado o período úmido de 2017/2018, que não correspondeu às expectativas do mercado com chuvas piores que o esperado e, por consequência, apresentando preços mais elevados de PLD e de ano.

No papel de uma das principais comercializadoras e gestoras de energia do País, a Ecom Energia tem como premissa entregar inteligência de mercado aos nossos clientes de modo que estes possam entender não só as recomendações, mas também mitigar os riscos existentes buscando a melhor estratégia de contratação no melhor momento.

Entre em contato com os nossos especialistas.